Banner

Blog

Regimes tributários, qual o melhor para minha empresa?

Saber escolher corretamente o regime tributário é fundamental para o desenvolvimento de uma empresa. Isso porque uma decisão errada pode acabar se tornando um verdadeiro problema fiscal e financeiro.

O regime tributário correto leva em consideração o porte da empresa, o faturamento, os rendimentos e o segmento em que atua. Por isso se faz tão importante analisar a fundo a realidade da organização antes de optar por um regime ou outro.

Para facilitar, explicaremos quais são os regimes tributários existentes, a importância dessa escolha e como fazer essa opção. Acompanhe:

 

OS REGIMES TRIBUTÁRIOS APLICADOS NO BRASIL

 

São três tipos de regime tributário aplicados no país, sendo o Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido.

• Simples Nacional: regime tributário direcionado a empresas que possuem receita bruta de até R$ 4,8 milhões. O Simples Nacional foi criado pensando nas Empresas de Pequeno Porte (EPP), Microempresas (ME) e também nos Microempreendedores Individuais (MEI); o objetivo é diminuir a burocracia do pagamento de impostos, tornando mais fácil a abertura e a manutenção do negócio.

• Lucro Real: organizações financeiras e empresas com faturamento anual acima de R$ 78 milhões devem aplicar o regime tributário de Lucro Real. Nesse caso, é considerado o lucro líquido da empresa – quando já estão descontados os gastos com receitas.

• Lucro Presumido: ao contrário do Lucro Real, esse regime tributário considera a receita bruta da empresa. É destinado a qualquer empresa, desde que não tenha faturamento anual acima de R$ 78 milhões, organizações financeiras e instituições públicas.

 

POR QUE É IMPORTANTE ESCOLHER CORRETAMENTE O REGIME TRIBUTÁRIO

 

Os motivos são simples: saber escolher qual o regime tributário mais adequado para a sua empresa vai evitar o pagamento de impostos desnecessários e também vai prevenir contra o risco de não pagar um imposto devido – o que, aos olhos do Fisco, pode parecer sonegação ainda que sem querer.

Esse último caso é de extrema importância, porque uma empresa que decide por um regime tributário inadequado para a sua realidade, pode deixar de pagar um imposto que é necessário para esta empresa, acarretando em diferenças contábeis. E, em decorrência disso, ocasionar multas e perdas de direitos e benefícios e até problemas jurídicos.

Portanto, todo cuidado é pouco ao fazer a escolha de qual regime tributário aplicar na sua empresa.

 

QUAL O MELHOR REGIME TRIBUTÁRIO PARA A SUA EMPRESA

 

Para tomar a decisão correta é preciso analisar a realidade da empresa quanto a faturamento, segmento e o porte, como destacamos no início. Entretanto, cada regime tem suas particularidades que determinam diretamente, na maioria dos casos, em qual a organização se encaixa.

Além das especificidades que já apontamos, cada regime tributário tem suas exigências.

O Simples Nacional, por exemplo, é o mais escolhido por pequenas e micro empresas, porque tem ótimas vantagens, como alíquotas mais baixas e facilidade de concentrar todos os impostos em uma guia única. Isso faz com que a escolha desse regime seja o mais procurado para empresas de pequeno porte. Porém, MEIs são obrigados a optar por esse regime.

Também é preciso lembrar que nem todos os impostos destinados a essas empresas devem ser pagos efetivamente pela organização.

Já para o Lucro Real, cada empresa, de acordo com o seu segmento, alcança um percentual pré-definido de descontos e as alíquotas são determinadas por estimativa mensal.

No Lucro Presumido, o IR e a CSLL são calculados sobre alíquota determinada pela Receita Federal.

Sendo assim, fica mais fácil compreender qual o melhor regime tributário para a sua empresa. O ideal é contar com um profissional da área para fazer uma análise completa e então identificar qual a melhor opção.

Se você quer saber mais sobre este tema ou sobre outros assuntos, entre em contato conosco pelo telefone 0800 200 5000.

 

0 Comentários

Como pagar menos impostos sem sonegar?

Você já ouviu falar em elisão fiscal? É uma estratégia com objetivo de diminuir tributos a serem pagos utilizando meios legais sem a evasão fiscal, que traz riscos para a empresa como sonegar impostos.

Saiba mais

Dicas para ter uma empresa mais lucrativa

Quem tem uma micro ou pequena empresa sabe o quão desafiador é aumentar a margem de lucro e garantir melhores condições, confira algumas dicas que podem lhe ajudar

Saiba mais

A importância da inteligência tributária para sua empresa

Você sabe qual é a importância da inteligência tributária para seu negócio? Isso é o que mostraremos a seguir, apontando os grandes benefícios de investir neste conceito para ampliar o lucro e melhorar toda a atuação.

Saiba mais